segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Ao meu lado, ninguém

Nos afastamos
sem aviso prévio ou hora marcada
sem um adeus correto ou lágrima rolada.

Caminhamos separados
em sentidos opostos do mesmo destino
enquanto um estava reto, o outro, desalinho.

E assim seguimos
com os mesmos sentimentos guardados
e, ainda assim, sem os laços enrolados.

3 comentários:

  1. A estranha solidão perceptível na urbanidade

    ResponderExcluir
  2. Acho que vou musicar...Se fizer, te mostro como ficou.

    ResponderExcluir