terça-feira, 27 de março de 2012

Sumir. Sorrir.

Saudade das palavras
rolando soltas nas bocarras
desta gente insana.

Saudade da lama
que afundava meu corpo
tornando cada som morto.

Saudade de sentir
nada mais além
da vontade de fugir
desta vida com alguém.

sábado, 24 de março de 2012

Fingimentos

Vamos fingir que a fonte não secou
que o céu não esbravejou
que as águas não rolaram
e que os ventos não uivaram.

Vamos fingir que a chuva veio em vão
que não existe dor no coração
que o sol não existe
que a lua é mais um indício de vida triste.

Vamos fingir que os lábios sorriem
que os olhos não caem
que o corpo não protege
e a mente não ferve.

Vamos rumo ao fim do poço
fingindo até o pescoço
que encherá de água
pingada gota a gota
depois de tantas mágoas.

domingo, 18 de março de 2012

quarta-feira, 14 de março de 2012

Feliz dia da Poesia

Essa é uma banda chamada Medulla. Ela faz músicas com letras bem poéticas e, na minha opinião, ela merece ser homenageada neste dia especial.

terça-feira, 13 de março de 2012

Amo para viver, vivo por amor.

Ontem eu amei você
Hoje eu amo apenas viver
Assim eu posso amar quem eu quiser
até que a morte me impeça de sentir amor.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Labirinto

Nós andamos em direção aos futuros erros
fugindo daqueles cometidos no passado
e correndo em direção à perfeição

de repente nos deparamos com um muro
cheio de frases incompletas de coisas que pensamos
frases que não dissemos

então reparamos que isso tem ecoado
dentro de nossas mentes

um dia nós diremos
e talvez seja a hora certa
ou já seja tarde demais.

domingo, 4 de março de 2012

Para sempre e sempre mais

Sonhei que ainda éramos jovens demais
Sonhei que a vida cruzou nossos rumos
para sempre e sempre mais.

Mas será que isso foi mesmo sonho?
Talvez tenha sido meu pensamento
vagando pelo futuro incerto
de um possível sentimento.

Se um dia for verdade
o que hoje dizemos sem maldade
tornar-se-á a vida real
vivida futuramente por um casal.

Dentro de um Eu Te Amo
sem qualquer tipo de ingenuidade
e sim de admiração.

Espero o tempo que for
para ouvir de seus lábios
esse desejo de estarmos juntos.

sexta-feira, 2 de março de 2012

A pressa apressa a prensa

As palavras andam muito rebuscadas
ultimamente.
Não sei se é a vida que as direciona
ou se é meu pensamento delinquente.

Tenho andado num túnel
que com o tempo tem se afunilado.
É tudo escuro e o ar é pesado.

Estou tentando chegar ao fim
onde acredito que haja alguma luz
mas é difícil dizer alguma coisa
quando todos giram ao seu redor
torcendo pelo contrário.

Eu não estou esperando nada
além de algumas mãos estendidas
com os respectivos braços abertos
prontos para me receber.

Mas nada parece acontecer
porque ultimamente anda tudo tão estranho.

As luzes estão piscando palavras
este lugar está rebuscado
as paredes se fecham
então eu descubro que não existe outro lado.