terça-feira, 30 de outubro de 2012

Se existisse sempre alguém

Desleais àqueles que de nós se despedem
Assim que a estrada se estreita e escurece
Pois não apenas com sua desistência eles nos ferem
Mas também com a ausência do pesar das consequências

Sozinhos com a estrada escura se fechando ao nosso redor
A esperança nos abandona conforme nossa passada começa a parar
Sem podermos sair, sem podermos voltar, ficamos estagnados
Com o vazio inexplorado a distância de um olhar

Se a força necessária para continuar não pudermos encontrar
Presos no, impossível, vácuo ficaremos
Sozinhos, traídos, perdidos sem uma luz no caminho
Deixados para trás, encolhidos, pereceremos

Se ao menos um, perante a proximidade da escuridão crescente
Com medo, mas com a coragem suficiente, pudesse permanecer
Para com sua mão apontar, como uma bússola a guiar
Para o fim da inexistência que tenta nos vencer

Toda viagem, mesmo que dificultosa, terá valido a pena
Pois de que adianta uma aventura, mesmo que grandiosa
Sem uma mão amiga para nos ajudar a seguir
Durante os momentos que a escuridão ameaça nos engolir


By:
Victor Kichler

domingo, 28 de outubro de 2012

O prazer é meu

Fala de minhas palavras
e me motiva a formar mais frases.
Lê todas as minhas bobagens
e me faz feliz sem falar nada.

Parece mentira toda essa fusão
parece um sonho este encontrão.
Esbarramos em emoções iguais
e nas mesmas carências surreais.

Então fica
mesmo que eu não escreva mais
mesmo que eu não seja capaz
de sorrir como no dia
em que eu te conheci.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Cacos sentimentais


Algo inquebrável foi quebrado
Naquele dia no meu quarto
Sentimento não quebra
Foi o que ouvi de teus lábios

Foi o que pensei quando meu coração partiu
Partiu-se em pedaços
Jogados ao vento
Assim como a porta batendo
Ao me deixar aqui
Enclausurado em meu próprio sofrimento

Olho pra trás sem entender
Como algo imperdível foi se perder
A porta bateu e o vento levou
E somente o nada restou


By:
Victor Kichler e Pâm Garden

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Your smile only

E ele disse:

Vivia com a esperança
De mudar com o passar do tempo
Mudar conforme essa dança
Que é continuar vivendo

A esperança sempre mingua quando te vejo
Seu sorriso sempre me leva onde desejo e não desejo
Tentava mudar, tentava conseguir
Mas e se no final eu mudasse pra nunca mais te ver sorrir?

Nem penso mais em mudar
Apenas penso em prosseguir
Afinal o que tem de tão ruim em permanecer assim
Se assim eu permanecer feliz?



E ela respondeu:

Permaneça aqui onde as mudanças passarão
sem nenhum de nós perceber.

Onde os sorrisos sairão
sem explicação ou porquê.

Permaneça aqui
com ou sem motivos
porque eu também quero lhe ver sorrir.



By: Victor Kichler e Pâm Garden

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Só amar não é suficiente


Eu só queria poder explicar
sem que as palavras te ferissem
sem que as lágrimas rolassem
e os sonhos acabassem.

Eu só queria poder seguir
sem medo do futuro
sem medo do inseguro
sem medo de sofrer.

Eu só queria poder amar
sem cobranças
sem inseguranças
sem medos
sem exigências.

Eu só queria ser verdadeira
mas a verdade dói, 

desculpa.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Tem dias

Tem um dia
que a paciência esgota
que a rotina cansa
que as pessoas sofrem.

Tem um dia
que a vida passa
o tempo para
e os olhos choram.

Tem um dia
que dizer não
não basta
que deixar pra trás
é o que resta.

Tem um dia
que tudo acaba
mesmo com sonhos
mesmo com objetivos.

Tem um dia pra tudo
e hoje o dia é de solidão.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Esperar


Esperamos não ser mais um
não cultivarmos ilusões
não sofrermos por amar.

Esperamos não mais esperar
por razões substanciais
por promessas irreais.

Esperamos continuar a respirar
para ouvir os pássaros a cantar
e vermos o radiante sol nascer.

Esperamos a compreensão das pessoas
sem medo de  julgamentos
desde que com bons argumentos.

Esperamos que tudo mude
porque estamos cansados da mesmice
estamos cansados de por mudanças
esperar.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Give me love


Please
tell me who I am
'cause I don't know anymore
I don't know who you are

Please
tell me something good
'cause I don't see pretty faces
I just feel pain

Can you hear me?
I don't know if you're here
but I feel every part of your body

Can you forgive me?
I know that I'm not good
I'm not good for you.

Leave me alone
'cause I need the silence
but before you go
kiss me a little more...

domingo, 7 de outubro de 2012

Continuarei

Não me importo com 
a ausência de comentários 
Não me importo com 
as constantes críticas. 

 Continuarei escrevendo 
revelando parte da minha alma 
doando sentimentos 
a quem quiser perceber. 

Continuarei mesmo 
que as mãos se cansem 
mesmo que a ponta do lápis caia 
e eu precise mais uma vez apontá-lo. 

 Apontarei cada palavra 
em direção do nada 
que completa e contempla tudo. 

 Continuarei dizendo o que sei 
o que perdi, o que não aprendi 
e o que dispensei. 

 Continuarei até perder de vista 
até perder a vista 
do foco que criei. 

 Continuarei, 
não por mim 
nem por vocês 
mas pelo amor que cultivei.

sábado, 6 de outubro de 2012

Minha criança, meu amor

Afeto
amparo
carinho e
calor./>

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Espera

Noite, dia
dia, noite
o tempo
passa.

A espera
permanece
na esperança
eterna.

Passa
o tempo
noite, dia
dia, noite.

Eterna
esperança
permanece
na espera.

Silêncio
se fez.

Noite,dia
dia, noite.
Calou-se
ao esperar.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Solto no ar

Distante 
perto 
instante 
incerto. 

Jeito 
perfeito 
qualidade e 
defeito. 

Esperar 
sonhar 
mudar 
amar.