domingo, 5 de setembro de 2010

Vodka e raiva é uma mistura muito ruim

Em uma noite perturbada
o sono bateu em minha porta.
Caí na cama como quem cai de um abismo.

De repente imagens apareceram em minha mente
Era ele, com ela novamente.
Não resisti, procurei acabar com a diversão.

Chamei uns amigos,
Chamei os pais dela
Sequestrei sua irmã
Peguei aquele revólver da gaveta.

Eles ouviram o barulho
som de pessoas chegando,
de carros cantando pneu.
Som de tiros pro ar.

De repente pararam de se divertir sozinhos
e viram que haviam sido descobertos.
A vadia e seu cachorro
O cachorro sem dono
e a sua puta.

Eram essa palavras que passavam em minha mente
Eram as cordas que a enrolavam
Eram os roxos que eu deixei em sua cara.
Era seu nariz quebrado que me tirava do sério.

Ela não representava mais nada
apenas uma boneca quebrada
Sem serventia pra mais nada.

E então ele enfrentou, pedindo que todos parassem
ele também sofreu, ao ver que os miolos da boneca
explodiram contra a parede.

Ao ver nada mais podia fazer,
ele estava preso, e completamente vulnerável nas minhas mãos.
Ele também teve seu castigo.
Pobre homem, nunca pensou sofrer tanto
na mão de um amor em fúria.

Um comentário:

  1. Olá Pâm! Passei pra dar um oi *-*
    Gostei da música, vou baixar!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir